VOCÊ ESTÁ EM: NOTÍCIAS / Canoagem

Canoagem Slalom retorna do Sul-americano em Los Queñes com 14 medalhas

Onze atletas brasileiros estiveram no Chile participando das competições durante o último final de semana, de 17 a 19 de novembro.

22/11/2023 12:05

Canoagem Slalom retorna do Sul-americano em Los Queñes com 14 medalhas
De 17 a 19 de novembro foi realizado o Campeonato Sul-americano de Canoagem Slalom e Caiaque Cross em Los Queñes, no Chile. O Brasil voltou para casa com 14 medalhas, sendo 6 de ouro, 6 de prata e 2 de bronze. Ao todo 11 atletas brasileiros estiveram presentes na competição.
 
Disputando a modalidade Canoa Feminina Sênior (FC1), Beatriz Motta conquistou o primeiro lugar. “Minha participação nessa competição foi incrível, estou muito satisfeita com meu desempenho. Dei o meu melhor, como sempre faço, e consegui atender às minhas expectativas, embora eu desejasse um pouco mais, como alcançar os meninos. No entanto, conquistei a medalha de ouro e isso me deixa extremamente feliz. Agora, estamos voltando para o Brasil para dar continuidade aos treinamentos e nos preparar para futuras competições”, completou a atleta.
 
No Caiaque Masculino Sub-23, o atleta Allan Kauã garantiu a sua medalha de ouro. Já no Caiaque Masculino Sênior, Mathieu Desnos ficou com o segundo lugar na classificação geral.
 
Na prova Canoa Masculina Sub-23, Luiz Antônio Pereira conquistou a prata. Na Canoa Masculina Sênior, o atleta Felipe Borges também conquistou o segundo lugar.
 
Na Canoa Feminina Júnior, Daniela Sofia garantiu o primeiro lugar. Sua irmã, Poliana Sofia, subiu ao lugar mais alto do pódio na Canoa Sub-23, finalizou com a prata no Caiaque Feminino Sub-23 e bronze no Caiaque Cross Sênior. Por fim, a jovem revelação da família, Milena Sofia, ficou com o ouro no Caiaque Feminino Júnior. A experiente Marina Souza terminou a prova do Caiaque Feminino Sênior com o bronze.
 
Caiaque Cross
No Caiaque Cross feminino, a atleta Daniela Sofia volta para casa com a medalha de ouro na categoria Júnior. Já Milena Sofia também competiu na mesma prova e ficou com a prata.
 
 “O meu desempenho foi muito bom, porém, cometi falhas em algumas partes da pista que corrigirei com os treinos posteriormente. A competição foi tranquila, não era um rio muito forte, contudo, foi um campeonato internacional e eu consegui atingir os objetivos para esta competição, ficando no lugar mais alto do pódio nas categorias que competi. Sou muito grata pelos resultados conquistados”, afirmou Daniela Sofia.
 
A atleta, que é membro da tradicional família Sofia, também comentou como é a sensação de disputar junto às suas irmãs. “Competir em família é bom porque temos um grande apoio e me sinto mais confiante para fazer as minhas provas, estou levando muitas coisas boas deste Sul-americano. Além disso, tive a oportunidade de competir em outro país, conheci pessoas novas e pude representar o Brasil mais uma vez. Eu agradeço muito toda a organização do evento por ter nos recebido tão bem e pelo apoio para que todos os atletas fizessem uma ótima descida no Sul-americano”, finalizou Daniela.
 
André de Paula, acumulou funções neste Sul-americano, como atleta conquistou a medalha de prata no Caiaque Cross Sênior e também foi o Coordenador da Associação Semeando Sonhos no mesmo evento. Nesse sentido, destacou a importância da participação dos atletas de Tibagi neste Sul-americano.
 
“Foi um prazer para a Associação Semeando Sonhos poder participar do Sul-americano. Além das jovens revelações da nossa escola, pudemos contar com a experiência dos atletas Luiz Antônio, Alan Kauan e  Mathieu Desnos. A importância para eles vai além das medalhas que trouxeram, pois estão ganhando experiência em competições internacionais. Isso é algo que valorizamos em nosso projeto na cidade de Tibagi-PR. Ao participarem, eles se tornam espelhos para os mais novos da Associação, contribuindo para o crescimento de todos. Acredito que é uma vitória para toda a equipe, pois esses atletas se destacam não apenas por suas conquistas, mas também por servirem de inspiração para os demais, vindo a fortalecer a nossa associação como um todo”.
 
compartilhe:

Publicado pela Plataforma SGE da Bigmidia - Gestão Esportiva com Tecnologia

A Plataforma SGE é um Sistema de Gestão Esportiva desenvolvido para Confederações e Federações Esportivas. Saiba tudo sobre o funcionamento de um sistema de gestão esportiva e conheça melhor o SGE!

VEJA MAIS NOTICIAS SOBRE: Canoagem